Concerto do 62º aniversário do Choral Phydellius

Hits: 22
  • Data
    Sábado, 18 de Maio de 2019 | 21h30
  • Duração
    1h30min
  • Público alvo
    M3
  • Preço
    7.50€ (Descontos Aplicáveis)

O “Ein Deutsches Requiem”, também conhecido como “Requiem Alemão”, para orquestra sinfónica, solistas e coro, foi terminado em 1868 e é a maior obra de Johannes Brahms. Escolhida para o Concerto Comemorativo do 62º Aniversário do Choral Phydellius, é uma obra sacra, mas não litúrgica, como são os requiem de compositores católicos, como Mozart e Verdi.

A obra, com texto em alemão, tem tanto de complexa como de espetacular e, por isso, tem tudo para ser do agrado do público. Para este programa, a Banda Sinfónica da PSP é reforçada com cerca de duas dezenas de músicos de cordas convidados (violinos e violas), o que a transformará numa orquestra sinfónica, permitindo assim a execução do requiem.

O coro é constituído pelo Choral Phydellius, Spatium Vocale e amigos do Choral Phydellius, formando um experiente coro de 80 elementos. A partir de 2014, o Choral Phydellius optou pelo formato sinfónico para os seus concertos de aniversário, tendo como parceiros a Orquestra de Câmara da GNR e agora com a Banda Sinfónica da PSP, mantendo assim a responsabilidade de fazer deste evento uma referência para o panorama musical da região.

 

MÚSICOS, INTERPRETAÇÃO, CENOGRAFIA E RESPETIVOS INSTRUMENTOS

  • Direção da Banda Sinfónica da PSP Maestro Subintendente José Manuel Ferreira Brito
  • Direção Choral Phydellius e Spatium Vocale Maestro João Baptista Branco
  • Solistas Cecília Rodrigues (soprano) e Tiago Amado Gomes (barítono)
  • Organização Choral Phydellius
  • Parcerias Teatro Virgínia, Polícia de Segurança Pública, Spatium Vocale
  • Apoios Câmara Municipal de Torres Novas, União das Freguesias de S. Pedro, Lapas e Ribeira
    Branca, União das Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago, Instituto Português do
    Desporto e da Juventude

 

Bio

A Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública é composta por um quadro de músicos de elevada formação artística, académica e profissional, distribuídos pelos vários postos/ categorias existentes na hierarquia policial. Tem como missão contribuir para a divulgação da imagem da PSP na sua componente cultural e artística. É uma das mais antigas bandas sinfónicas do país. Para além de vários CD gravados, tem realizado concertos com a participação de concertistas de renome, nacional e internacional, endereçando ainda convites a maestros de reconhecido valor, para dirigir a banda em concerto.
Atualmente, a Banda Sinfónica da PSP tem como coordenador e Diretor Artístico o Subintendente José Manuel Ferreira Brito.


7.50€ (Descontos Aplicáveis) Bilhetes á venda na bilheteira local, pontos de venda Fnac e Worten

Share It!
Tagged under: Música

Related Articles